Redecomep-Rio

O projeto Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep) tem por objetivo principal promover a implantação de redes metropolitanas comunitárias nas 26 capitais dos estados brasileiros para atender principalmente as instituições de ensino, pesquisa, ciência e tecnologia.

A Redecomep-Rio é uma iniciativa conjunta da FAPERJ e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP (vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT). No Rio de Janeiro o consórcio compreende além destas duas instituições a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e as empresas “Metrô-Rio” e “Supervia Trens Urbanos”. O modelo adotado prevê a implantação de infra-estrutura de fibras ópticas próprias, equipamentos e uma gestão administrativa auto-sustentável. A execução do projeto está sob a responsabilidade da FAPERJ em parceria com a RNP por meio de recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP/MCT).

A principal motivação deste Projeto é a interligação das instituições acadêmicas e de pesquisa em uma rede de alta velocidade, permitindo o desenvolvimento de projetos específicos que necessitem desta infra-estrutura, tais como: Ensino à Distancia, Telemedicina, Laboratórios Virtuais, Bioinformática, Computação Distribuída e Grids Computacionais (Grid Computing), Armazenamento Distribuído, Colaboração Remota (teleconferência, videoconferência), Vídeo Digital (Vídeo sob demanda, TV Interativa), Telefonia IP, Visualização Remota (Jogos, Simulação e ambientes de Realidade Virtual), Serviços de Diretórios, segurança ativa, etc.

Uma alternativa viável para a rede, já utilizada pela Rede-Rio em seu backbone principal é a utilização de cabos de fibras-ópticas de uso exclusivo, através da implantação deste modelo pelo consórcio ou por meio de contratos de cessão de uso. A utilização deste novo modelo reduz substancialmente o custeio da operação e manutenção de uma rede de alta velocidade, além de permitir conexões ópticas entre instituições (e diferentes campi da mesma universidade) e a utilização de tecnologias confiáveis e conhecidas (e.g. Ethernet).

 

No dia 18 de maio de 2012,a Rede-Rio Metropolitana (Redecomep-Rio) iniciou a fase de testes, dando partida à operação do primeiro enlace da Redecomep da Cidade do Rio de Janeiro.Com a participação efetiva da FAPERJ e da Rede-Rio de Computadores, a Rede-Rio Metropolitana interligará mais de 80 instituições acadêmicas na região metropolitana da cidade do Rio, integrando enlaces de fibra ótica que somam cerca de 300 km de extensão. A velocidade mínima de conexão das instituições participantes ao backbone será de 1 Gbps; por sua vez, o novo backbone estará operando a 10 Gbps, em um anel DWDM com suporte para taxas agregadas entre os PoPs (Pontos de Presença) acadêmicos de até 2Tbps. O primeiro enlace dessa nova rede já se encontra operando em fase de testes, entre os pontos de presença localizados na PUC-Rio e no CBPF. A operação plena do backbone acadêmico – incluindo a tecnologia DWDM – da nova Rede-Rio (Rede-Rio Metropolitana) está prevista para o início de 2013.

 

Site da Redecomep: http://www.redecomep.rnp.br/